o
o

DICIONÁRIO
o
o

o

o 0

A B C D E F G H I J L M N O P Q R S T U V X Z


A

 

a (Eixo)- eixo geométrico ou simetrológico: é o eixo contido no plano AB e perpendicular a B. cinemático : é direção segundo a qual se dá o transporte das partículas no plano AB cinemático. O eixo A geométrico e o eixo A cinemático só são coincidentes quando o eixo A cinemático é perpendicular ao plano de referência que vai ser dobrado; se tal não se der, o ângulo entre o eixo cinemático e o eixo geométrico pode ser qualquer.

aa (lava)
aa; cheires / aa / aa; Zacken lava
Palavra havaiana que designa lava muito áspera e escoriácea (lava em blocos; lava cortante).

Aaleniano
Aalénien/Aalenian/Aalénien
Primeiro andar do Jurássico médio, cujo estratotipo é constituido por camadas ferruginosas e margas negras de Aalen, no Wurtemberg, Alemanha. O nome foi proposto por Mayer-Eymar, em 1864.

Ab
Abreviatura de Albita.

ab (plano)
plano geométrico: é o plano que contém a estrutura planar mais proeminente de determinado "fabric" ou trama (plano de clivagem, plano de foliação, e plano de estratificação). cinemático: é o plano segundo o qual se dá o movimento que vai gerar a estrutura em estudo. No dobramento similar é o plano de clivagem, que corta a estratificação sob qualquer ângulo (plano de estratificação cinematicamente passivo); no dobramento concêntrico é o plano de estratificação (plano de estratificação cinematicamente ativo).

Abadia (Camadas de)
Couches d´Abadia/Abadia beds/Abadias chichten
Unidade estratigráfica, descrita por Choffat, correspondente a parte do Lusitâniano superior (J3). Ocupa grande extensão, nomeadamente na região que se estende por Sobral de Monte Agraço, Batalha, Arruda dos vinhos, Vila Franca de Xira, etc. Este conjunto estratigráfico, com cerca de 800 metros de espessura é constituido por argilas e margas cinzentas ou azuladas, com intercalações areníticas e conglomeráticas e lentículas de calcários recifais. A fauna, nas lentículas calcárias (fácies corálica), semelhantes à do Corálico Amaral e, nas margas e arenitos (fácies amonitica),a constituída essencialmente por amonitas.

abalo sísmico
Séisme/seism;earthquake/Erdbeben Erdstoss
 - Veja terremoto

abandada (rocha)
rubanée/banded/banderung
-Diz-se da rocha cuja estrutura é em bandas ou faixas.

Abandonado (meandro)
abandonné/cut-off/abgeschnittener
-um rio envelhecido apresenta, às vezes no seu curso médio e inferior, curvas sinuosas, denominadas meandros. Quando um meandro se estrangula, o rio abandona esse troço para seguir percurso mais curto constituindo um meandro abandonado.

Abarrancado
ravinÚ/gully/zerrachelung
-Diz-se do terreno sulcado por barrancos ou ravinas, originadas por erosão das águas pluviais.

Abarrancar
raviner
-Ação que conduz à formação de barrancos. O mesmo que abarrocar.

Abarrocado
ravinÚ/gully/zerrachelung
-Diz-se do terreno cheio de barrocas.

Abarrocar
raviner
-O mesmo que abarrancar.

Abatimento
effondrement/collapse;foudering/Einsturz
-Abaixamento de determinado terreno em relação aos terrenos que o enquadram.

Abaulamento
bombement/swell; welt/wulst;schwelle
-Deformação que provoca o encurvamento de camadas, com dobras de grande amplitude e inclinações divergentes para o exterior. A estrutura resultante é, assim, freqüentemente, de tipo domo.

Abeviliano
Abbevilien / Abbevillien
-Termo proposto, pelo Abade Breuil, em 1932, para substituir a antiga divisão do Paleolitico designada Precheliano. A estação típica é a de Porte du Bois, em Abbeville, FranÙa.

Abigarrada (rocha)
bigarrée (roche-)/variegated (-rock)/bunt (-Gestein)
-Termo incorreto, cujo uso deve evitar-se. O mesmo que variegada (rocha).

abissal – Pertencente ao domínio biogeográfico das profundidades oceânicas, muito além dos limites da plataforma continental, em geral com mais de 4.000 m. Encontra-se recoberto por argilas e vasas pelágicas sendo comumente referido como ambiente de fundo.

ablação - Fenômeno de degelo da parte superficial das geleiras, devido à radiação solar e secundariamente ao ar quente e chuva.

Abóboda
voûte/upfold;arch/Sattel;Gemõlbe;Beule
-Dobra anticlinal. O mesmo que cúpula.

Aborregadas (rochas)
moutonnées(roches-)/glaciated knobs;/Rundhocker
-Rochas desgastadas e polidas pelo deslizar dos glaciares; lembram, pelos contornos suaves e arredondados, dorsos de carneiros, daí o nome de rochas aborregadas ou acarneiradas.

Abra
anse;crique/bight;cove/kleine bucht;nische
-Pequena enseada ou angra.

abrasão - Processo pela as superfícies terrestres são erodidas pelos materiais em trânsito nas ondas e correntes marinhas (abrasão marinha), geleiras (abrasão glacial) e ventos (abrasão eólica).


Abrasivo
abrasif/abrasive/schleifmittel
-Chamam-se abrasivos os minerais ou rochas (ou certos produtos artificiais) usados para desgastar e polir outras substâncias. Caracterizam-se pela dureza elevada. São abrasivos naturais o quartzo, o esmeril, as granadas, a pedra- pomes, o diatomito, o diamante, etc. Fabricam-se, também, abrasivos artificiais,como o carburundo. Fala-se, habitualmente, da ação abrasiva do mar, das águas correntes, do vento, dos glaciares, etc.

Abrigadas (Complexo de)
Couches d'Abrigada/Abrigada beds/Abrigadaschichten
-Conjunto de formações que na região de Alenquer constituem o prolongamento para norte da faixa paleogênica do bordo ocidental da bacia do Tejo. Esta faixa que se prolonga de Lisboa a Tomar recebe designações consoante as localidades (complexo de Benfica, de Cheganças, de Abrigada, de Cabos, etc.). É constituído por camadas de arenitos argilosos ou margosos, às vezes conglomeráticos, argilas, margas e calcários compactos. Os calcários lacustres da Quinta da Marquesa, no Carregado, pertencem ao dito complexo.

Abrigo natural
Abri-sous-roche/shelter cave/Halbhohle
-Designam-se assim as cavernas, grutas, furnas, palas, etc. naturais, que serviram, em muitos casos, de refúgio ao homem pré-histórico.

Abrolho
Récif à fleur d'eau/Sea-level reef
-Recife de coral, com a forma de grande cogumelo, que se encontra quase à flor da água e que constitui grave perigo para a navegação. Deriva daqui o nome das Ilhas dos Abrolhos, em frente do Brasil.

Abrupto
Abrupt; Escarpé/Abrupt/Steil
-Que cai a prumo, escarpado. O mesmo que alcantilado.

Absaroquito
Absarokite/Absarokite/Absarokit
-Rocha cujo nome provém do nome de uma tribo (Absaroka Indians) da reserva de grow em Montana, U.S.A. e, também, de Absaroka Range no Yellowstone National Park, onde estas rochas afloram. Encontram-se na literatura definições diferentes: - Rocha basáltica, porfírica, mostrando fenocristais de olivina e augita mas não de feldspato, englobados por matriz de labrador (com envoltórios de ortoclásio), olivina, augita e alguma leucita. - Basanito leucitífero, mesocrático, latítico, fenocristalino (augita e olivina), com matriz constituída por sanidina, labrador, augita, olivina, magnetite, biotita, leucita, apatita e vidro. - Traquibasalto, mesotipo, composto, essencialmente, por sanidina, plagioclásio, augita, olivina e, acessoriamente, magnetita, apatita, biotita e vidro. Rocha de quimismo shonkinítico (III.5.(2)3.3), caráter atlântico- mediterrânico.

Absoluta (Idade)
Absolue (âge-) / Absolute age / Absolute zeitrechnung
- Vide radiogeologia e isotópica (Geologia -)

Absoluta (Permeabilidade)
Absolue (perméabilité-)/Absolute (permeability-)/Absolut (dunchlassigkeit-)
Vd. permeabilidade.

Absorvedouro
Gouffre absorbant; entonnoir/Swallow hole/Schluckloch; schwinde
-Buraco produzido por erosão subterrânea e desabamentos, por onde desaparecem, freqüentemente, as águas de superfície. Está, muitas vezes, relacionado com a erosão cárstica.

Absorvência
-
Ação de captura de águas superficiais por um absorvedouro.

AC (fratura)
-Em petrologia estrutural diz-se de uma fratura de tensão paralela ao plano (de fabric) AC e, portanto, perpendicular à B. Quando as fratura AC são bem desenvolvidas, B usualmente lineação muito marcada, coincidente com os eixos das dobras; as faturas AC tomam também o nome de fratura transversais.

AC (plano)
Geométrico ou simetrológico: é o plano que contém os eixos geométricos A e C; nas estruturas monoclínicas é o único plano de simetria existente. Cinemático: é o plano que contém os eixos cinemáticos A e C; também denominado plano de deformação.

Acadiano
Acadien/Acadian/Acadien
-Andar médio do sistema Câmbrico. É representado pelos xistos de Acádia (na Nova Escócia, Canadá), com Trilobitas do gênero Paradoxides.

Acádica (Fase orogênica)
Acadienne (phase-)/Acadian orogeny
-Fase orogênica cujo paroxismo teve lugar no final do Devônico. Teve ação importante na região dos Apalaches, na zona oriental do Canadá. A designação provém de Acádia, nome antigo desta região. O mesmo que Acadiana

Acamação
Litage/Bedding/Schichtung
-Disposição dos minerais das rochas em leitos finos, alternados. O mesmo que acamamento.

absorção - Processo pelo qual uma substância se embebe de outra substância; assimilação de moléculas de uma substância por outra substância para formar uma solução ou novo composto.

Acantita
Acantite/Acanthite/Acantit
-Forma de baixa temperatura da argentita ( Ag2S). Mineral cinzento escuro, denso, pouco duro; cristaliza no sistema monoclínico em formas pseudo-rômbicas. A maior parte dos sulfuretos de prata são acantita pseudomórfica de argentita.

Acarneiradas (rochas)
Moutonnées (roches-)/Glaciated knobs;mammillated/Rundhocker; felsbuckel

Acarreio
Apporp/Supply /Zufuhr
-Ação ou efeito de carrear; Introdução de substâncias novas nas rochas, durante os processos de litogênese.

Acastelado
-
Diz-se dos relevos ou das rochas cujas formas lembram castelos.

Acastoar
-O mesmo que encastoar.

Acautobiólito
Acaustobiolite/Acaustobiolith/Akaustobiolith
-Rocha biogênica ou biólito não combustível. Ex: os calcários zoogênicos, os diatomitos, etc.

Acavalamento
Chevauchement/Upthrow/faultupthrust fault Aufschiebung
-O mesmo que cavalgamento.

acamamento – Propriedade presente na maioria das rochas sedimentares, caracterizada por planos mais ou menos definidos de separação interna, determinados em geral por diferenças de mineralogia, forma ou tamanho das partículas componentes. Sinônimo: estratificação.

acessórios - Minerais de importância subsidiária em uma rocha, não necessários à sua definição. Os minerais constituintes de uma rocha dividem-se em essenciais e acessórios. Os acessórios dividem-se em acessórios menores, como apatita, zircão, hematita, magnética, etc. e acessórios acidentais, tais como topázio, turmalina, titanita, etc. Os primeiros, em geral, são microscópicos e ocorrem em pequena quantidade. Os segundos, em certos casos, atingem tal importância que podem mudar o caráter da rocha.

ACF (diagrama)
ACF (diagramme-) / ACF (- diagram)
Diagrama triangular devido a Eskola (1939) concebido para representar associações mineralógicas de rochas de composições químicas diferentes e de diversos graus de metamorfismo. Evidentemente que por este método só três dentre os muitos componentes da rocha podem ser representados, por escolha criteriosa, podem marcar-se por este método numerosas rochas de composição não muito invulgar e com excesso de sílica.Os vértices do triângulo são: A=alumina (ou mais exatamente, a quantidade de Al2O3 + Fe2O3, já que Fe3+ e Al3+ são insubstituíveis) que não está combinada com Na ou K; C=CaO e F=(Fe, Mg, Mn)O.

Achada
-Termo regional açoriano que designa região plana geralmente coincidente com a superfície de erosão de mantos lávicos horizontais ou quase horizontais. O mesmo que chã. Usa-se, também nas ilhas de Cabo Verde.

Achatamento (polar)
Aplatissement (- polaire)/Flattenning/Abplattung
-A superfície matemática da Terra assemelha-se a um elipsóide de revolução achatado, com o eixo coincidente com a linha dos pólos. O achatamento dos pólos é dado pela relação E = a - b/a, em que "a" é o raio da Terra e"b" o raio polar. Este valor é de cerca de 1/293.

Acheuliano
Acheuléen/Acheulean
-Uma das divisões do Paleolítico. Sucede ao Cheliano (Abeviliano) e é anterior ao Musteriano. De Saint-Acheul, na França.

Aciculado
Aciculaire / Acicular / Nadelig; Nadelformig
-O mesmo que acicular ou aciforme.

Acicular
Aciculaire / Acicular / Nadelig; Nadelformig
-
Em forma de agulha. Diz-se do hábito de certos cristais. O mesmo que aciculado ou aciforme.

ácida (rocha) - Rocha ígnea rica em sílica. O limite inferior do teor de sílica nas rochas ácidas, varia segundo os diferentes autores.

Acidentado
Accidenté/Mountainous
-Diz-se do terreno ou região com relevo forte.

Acidental (mineral)
Accidental (mineral -)/Accidental (- mineral)
-Mineral que aparece nas rochas raramente. Um mineral acidental em determinado tipo petrográfico pode ser essencial noutro. Exp.: granadas nos granitos e nos eclogitos.

Acidente (tectônico)
Accident (- tectonique)/Accident (tectonic -)/Verformung
-Falha, fratura ou deformação mais ou menos extensa e importante nas rochas, de que resultou a deslocação ou o dobramento destas. Classificam-se como tais os abatimentos, desligamentos, cavalgamentos, carreamentos, etc.

Acidito
(Vd. rocha ácida)

Ácido (solo)
Acide(sol-) / Acid(-soil) / Sauer(Boden)
-Solo deficiente de bases trocáveis, sobretudo de cálcio. Dá reação ácida e possui pH menor do que 6.

Aclínico
/ Aclinic /
-Sem inclinação

Aclive
-Ladeira,subida íngreme. (do lat. acclivis)

Acme
Acme / Acme / Akme
-Fase culminante ou auge do desenvolvimento de uma espécie , ou,outra unidade taxonômica, durante a evolução. (do gr. akme).

Acmita
Acmite / Acmite / Acmit
-Embora considerada aegirina (essencialmente NaFe3(SiO3)2) é uma variedade desta com características que permitem distingui-las : geminação muito freqüente na acmita ,rara na aegirina. Os cristais prismáticos de acmita , longos, são estriados verticalmente ou canelados, com terminações aguçadas muito características. Os cristais prismáticos de aegirina, pelo contrário , não são pontiagudos; aparece, freqüentemente, em grupos ou tufos de cristais aciculares e fibrosos.

Acmólito
Akmolite / Akmolith / Akmolith
-Corpo intrusivo injetado ao longo de um desligamento, prolongando-se em geral por numerosas apófises que penetram nos terrenos dobrados suprajacentes.

Acondrito
Achondrite / Achondrite / Achondrite
-Meteorito lítico sem estrutura condrítica, isto é,sem condros ou côndrulos.

Açorita
Azorite / Azorite / Azorit
Vd. azorita

Acraiano
Accraien / Accraian / Accraien
-Nome criado por A. E. Kitson, em 1928, para designar as formações do Devónico (Devónico médio)de Acra, no Gana. (de Acra, cidade capital do Gana).

Acréscimo
Accrétion / Accretion / Vorschieben;Vorrucken
-Processo de crescimento de corpos inorgânicos por adição de novas partículas.

Acréscimo (Calcários de)
AccrÚtion(calcaires d´) / Accretionary(-limestone) / Vorschieben(-kalksteine)
-Calcário formado por acumulação lenta de restos de organismos.Muitos destes depósitos pertencem ao tipo recifal (bioerma, biostroma).

Acreção (costeira)
Progression;progradation / Accretion;prograding / Vorschieben;vorrucken
-Crescimento gradual da orla costeiro por deposição de material transportado pelas correntes e vagas.

Acreção (Hipótese de)
Hipótese da origem da Terra baseada na idéia do crescimento a partir de pequeno núcleo, pela adição gradual de corpos sólidos , como meteoritos, asteróides ou planetesimais, primitivamente com órbitas independentes em torno do Sol.

Acreção (por sedimentação)
Accretion;exhaussement;remblaiement/Accretion;aggrading(no Canadá, avulsion ou dereliction)/Aufchuttung;schuttung
-O mesmo que agradação.

Acreção (tectônica)

Em geologia estrutural chama-se acréscimo ao crescimento dos continentes ,pela incorporação de novas cadeias de montanhas geradas pela tectogénese de determinado geossinclinal.

Acreção (Teoria de)
Accretion(théorie-) / Accretion (-theory)
-Teoria da origem do sistema solar, que considera a formação dos planetas a partir de massas de gás de forma discóide.

Acroíta
/ Achroite /
-Variedade incolor ou levemente corada de turmalina.

Acrozona
/ Acrozone;range zone /
-Termo usado em bioestratigrafia. Representa o conjunto de estratos que compreendem toda a série de jazidas de determinada espécie, gênero ou outro taxon.Pode dizer-se, também,série-zona. Ex.:série-zona de Didymograptus.

Actinolita
Actinote / Actynolite / Aktynolit
-Variedade rica de Fe de anfíbola fibrosas;constituem a série da tremolita-actinolita-Ca2(Mg2Fe)5(OH)2(Si4O11)2.A composição química desta série pode, ainda, expressar-se pela fórmula geral Si16O44(OH)4Ca4Mg4-10Fe0-6. A actinolita forma cristais alongados e agregados fibrosos,em geral de cor verde.A simetria é monoclínica.É comum em certos tipos de xistos metamórficos(xistos actinolíticos),e,às vezes,em rochas eruptivas.A variedade verde, brilhante, em longos cristais,denomina-se actinolita vítrea.Etm:do grego aktis-raio.

Actinota
Sin. actinolite.

Ativa (falha)
O mesmo que falha viva.

Atividade (vulcânica)
activité(-volcanique) / activity(volcanic -) / tatigkeit(vulkanische)
-Termo que se emprega a respeito de todas as manifestações relacionadas com vulcanismo(ativo ou extinto). Há vários tipos de atividade vulcânica,caracterizados pelo modo como os produtos vulcânicos são expelidos de que resultam tipos diversos de aparelho vulcânico. exp. atividade havaiana,estromboliana,etc.

Ativo (vulcão)
Actif(volcan-) / Active(-volcano) / Tatiger(-vulkan)
-Vulcão com fase ou fases eruptivas recentes ou atuais.

Atualismo (Princípio do)
Actualisme(doctrine de l´) / Actualisme(principle of-) / Aktualitatsprinzip
-Doutrina que consiste em admitir que os fenômenos geológicos do passado podem ser explicados pelos fenômenos semelhantes observados na atualidade. É,ainda, conhecido por princípio das causas actuais ou uniformitarianismo.

Acuminado
-
Em ponta.

Acumulativa (curva)
Cumulative(courbe-) / Cumulative(-curve) /
-Tipo de curva usual em análise estatística,de utilização freqüente em granulometria.Obtem-se, marcando para cada dimensão de malha do crivo (em abcissas),pontos de ordenada equivalentes à massa total da fração granulométrica de dimensão superior (ou inferior, consoante as escalas) à da malha considerada.

acunhamento – Fenômeno no qual a camada se adelgaça lateralmente até seu desaparecimento, passando para sedimento de outra natureza.

Adamelito
Adamellite / Adamellite /
-Designação primeiramente usada por Cathrein para substituir o termo tonalito que Rath aplicava a certas rochas com quartzo, biotita, horneblenda, plagioclásio e ortoclásio acessório. Brogger adoptou o nome adamelito para monzonitos quártzicos com mais de 67% de SiO2. Desde que as rochas que Brogger denominou quartzo-monzonitos ácidos, correspondem aos monzonitos quartzíticos no sentido atual do termo (os monzonitos quártzicos intermédios são granodioritos), o termo adamelito significa monzonito-quártzico. O nome provém de Adamelo, no Tirol. -Granito com quartzo medianamente abundante, leucocrático, monzonitico. Tem como min. principais: ortoclásio, oligoclásio, quartzo, biotita, hornblenda (de 1/3 a 2/3 do feldspato total). -Granito medianamente quartzítico, leucocrático, monzonitico. -Min.: Ortoclásio, oligoclásio básico, quartzo, biotita, hornblenda, opacos.

Adelgaçamento (camada de)
Amenuissement;amincissement / Thinning / Verdunnung
-Redução de espessura de camadas provocada por ações compressivas ou distensivas (dobramentos, etc.).

Adinola
Adinole / Adinole /
-Rocha resultante das ações de metamorfismo de contacto entre doleritos (ou rochas afins)e xistos ou ardósias. O fenômeno mais importante é a albitização . O tipo petrográfico referido, é formado por mosaico de albita ou albita mais quartzo,contendo clorita e minerais de ferro, intersticiais.

adobe - Material argiloso e/ou siltoso que se concentra nas bacias desérticas e são utilizáveis para tijolos cozidos ao sol.

adsorção - Concentração na superfície de um líquido ou de um sólido, de moléculas de gás, líquido ou substâncias dissolvidas, as quais são mantidas em seus lugares pelas forças Van der Waals. Nos solos, a adsorção de soluções nas superfícies e interfaces de grãos de argila permite a troca iônica.

Aduduiano
Adoudounien / /
-Andar correspondente ao Infracâmbrico superior de Marrocos. O nome, proposto por G. Choubert, em 1952, provém do "oued/Adoudun", em Marrocos.

Adulária
Adulaire / Adularia,adular / Adular
-Variedade de ortoclásio (KAlSi3O8) formada a temperatura relativamente baixa ,em condições hidrotermais.Em relação ao ortoclásio este mineral parece corresponder a uma estrutura cristalina mais ordenada. Tal como o ortoclásio este mineral é monoclínico pelas propriedades morfológicas e ópticas.É possível,no entanto,que seja pseudo-monoclínico.É incolor ou palidamente corado,transparente.Quando possui opalescência nacarada,ou jogo de cores, designa-se por Pedra-da-lua;hoje sabe-se que é micropertita ou sub-micropertita de ortoclásio e albita.Apresenta,frequentemente,a geminação de Baveno.

advecção – Movimentos laterais de massa de material do manto terrestre. Este mecanismo foi proposto para explicar as movimentações transcorrentes, através de falhas transformantes, verificadas ao longo das cadeias mesoceânicas.

Adventícia (cratera)
Adventif(cratère-) / Adventive(-crater) / Adventivkrater
-Cratera instalada no flanco do cone vulcânico principal.

Aegirina ou Egirina
Aegyrine / Aegyrine / Aegirin
-Piroxênio monoclínico,ferrisódico de Fe(SiO3)2.Cristais prismáticos alongados de cor verde. A aegirina é mineral comum em rochas eruptivas ricas de Na,podendo apresentar-se em belos cristais, como nos sienitos hiperalcalinos de Alter Pedroso. À parte pequenas diferenças, corresponde à acmita.

Aegirina-augita ou Egirina-augita
Aegyrine-augite / Aegyrine-augite / Aegyrin-augit
-Variedade de augite,rica de Fe2 e de Na((O8Na,Ca,Mg,Fe3,Fe1Al)(Si,Al,Fe3)O3).O sódio aparece, provavelmente, sob a forma de acmita.

Aenigmatita ou Enigmatita
aenigmatite/ aenigmatite/ Aenigmatit
-É, essencialmente, um titano-silicato de ferro e de sódio, mas contêm também Fe´´´. Cristaliza no sistema triclínico. Tem certas relações com as anfíbolas, chegando a ser considerada anfíbola triclínica 4[Na4 (Fe´´,Fe´´´,Ti)13 Si12 O42]. Do ponto de vista estrutural parece, no entanto, distinta dos anfíbólios mas é duvidosa a sua inclusão neste grupo mineralógico. Cor geralmente negra. A rhonita é semelhante à aenigmatita mas contêm menos óxido ferroso e alcalís e maior quantidade de alumínio, óxido férrico, etc.

Aeração (zona de)
aération (zone d´-)/ aeration (zone of-)/ Durchlütungszone
-superfície do solo, em que os poros se encontram cheios de ar. Inferiormente, está a zona chamada de saturação em que os interstícios estão cheios de água.

Aérea (fotografia)
Aérienne (photographie-)/ photography (aerial-)/ Luftphotograph
-Fotografia da superfície terrestre tirada de avião. Geralmente são utilizadas fotografias verticais executadas em séries, segundo determinado rumo, que se sobrepõem umas às outras, aproximadamente, de 2/3, nessa direção. Por outro lado, há também sobreposição lateral, parcial, de fiadas contíguas; estas condições permitem a observação em estereoscopia.

aeróbico – (1) Organismo que pode viver e crescer somente na presença de oxigênio (2) Pertencente ou induzido por organismos aeróbicos.

aerólito - Veja meteorito

Aeromagnética (Prospecção)
aeromagnetique (prospection-)/ aeromagnetic (-prospection)/ aeromagnetiche
-Prospecção de anomalias magnéticas feita com magnetômetro aerotransportado.

Aerosiderito
-Meteorito rico de ferro.

afanítica - Rocha de granulação muito fina, tendo os constituintes individuais não distinguíveis à olho nu.

Afanofírica (textura)
aphanophyrique/ aphanophyric
-Textura de rochas porfíricas com pasta afanítica.

Afírica (textura)
aphyrique/ aphyric
-Termo usado para rochas de textura afanítica sem fenocristais.

afloramento – Exposição do substrato rochoso ou de camadas sedimentares que despontam acima do manto de intemperismo, solo ou de outros tipos de coberturas superficiais (gelo, etc).

Aflorar
affleurer/ outcrop/ ausbeissen; ausgehen
-Aparecer à superfície. Diz-se das rochas, filões, etc., que aparecem à superfície do terreno.

Afluente

affluent; tributaire/ feeder; tributary stream; affluent/ Nebenfluss; Seiten; zu-; Zubringer
-Curso de água que vai desaguar noutro. O mesmo que tributário.

Afrolítica (lava)
aphrolite/ aphrolith/ Zackenlava
-Lavas cuja superfície é celular e escoriácea (tipo aa das Ilhas Hawai).

Aftoniano
Aftonien/ Aftonian
-Um dos períodos interglaciários plistocênicos da América do Norte.

Afundamento
effondrement; affaissement/ collapse/ Einsturz
-Fenômeno geológico que consiste no abaixamento de parcela de terreno mais ou menos importante (em relação a outra ou outras com que contactam e que se mantêm na posição inicial), em resultado do jogo de acidentes tectônicos (como falhas) ou de fenômenos vulcânicos. Originam-se, assim, bacias de afundamento, fossas tectônicas, etc.. O mesmo que afundimento.

Afundimento
effondrement; affaisemment/ collapse/ Einsturz
-O mesmo que afundamento.

Ágata
agate/ agate/ Agat
-Variedade de calcedônia (forma criptocristalina de quartzo), de cores variegadas, disposta em faixas alternantes, paralelas, concêntricas ou não. Esta forma de sílica originou-se a partir de depósitos efetuados, intermitentemente, por soluções em cavidades das rochas. É usada como pedra semi-preciosa.

Aglomerado (vulcânico)
agglomérat/ agglomerate/ Agglomerat
-Conjunto caótico de fragmentos de lava solidificada, geralmente de formas angulosas, tendo como cimento material vulcânico piroclástico (quase sempre cinzas).

Aglutinado (vulcânico)
scories agglutinées/ agglutinate/ Schackenagglomerat; Klumpenlava
-Conjunto de fragmentos de rocha vulcânica semisolidificados que se ligam entre si, por soldaduras nas zonas periféricas. Sem cimento cinerítico.

Agmatito
agmatite/ agmatite/ Agmatit
-Agmatitos sÑo migmatitos heterogêneos, em que a rocha cristalofílica constitui encraves dispersos no seio da formação granítica predominante. (do latim AGMA=fratura).

Agnostozóica (Era)
Agnotozoique/ Agnotozoic/ Agnotozoikum
-Designação dada aos tempos antecâmbricos, em virtude de não se conhecerem vestígios de seres vivos, revelados pelos fósseis, embora tenha de admitir-se a existência de vida. Usa-se também o termo Agnotozóica.

Agnotozóica (Era)
Agnostozoique/ Agnotozoic/ Agnotozoikum
-O mesmo que Agnostozóica.

Agônica (linha)
/agonic (-line)/
-Linha formada pelos pontos da superfície da Terra cuja declinação magnética é zero.

Agpaíticas (rochas)
agpaitiques (roches-)/ agpaitic (-rocks)/
-Sienitos nefelínicos hiperalcalinos que contêm aegirina e anfibólio sódico e/ou aenigmatita, em vez de biotita, piroxênio diopsídico ou hornblenda, isto é, têm pouco Ca e Mg. Contêm silicatos complexos de Zr e Ti, em vez de esfeno e zircão. São ricos de F, Cl e água que estão presentes em silicatos complexos com rincolita e eudialita. Têm coeficiente agpaítico maior que a unidade. O conceito opõe-se ao de rochas miascíticas.

Agpaítico (coeficiente)
agpaitique (coefficient-)/ agpaitic (-coefficient)/
-Os sienitos nefelínicos podem dividir-se em dois grupos: agpaítico e miascítico. A distinção, além de mineralógica e genética, pode fazer-se pelo estabelecimento do coeficiente agpaítico que é dado pela relação K2O+Na2O/CaO. Este coeficiente é >=1 para rochas agpaíticas e <1 para as rochas miascíticas.

Agpaíto
agpaite/ agpaite/
-Nome dado a sienitos nefelínicos, hiperalcalinos, com grande quantidade de piroxênio e anfibólios sódicos, que compreendem foiaítos com sodalita, maujuritos, lujauritos, etc...

agradação – Processo de construção de uma superfície por fenômenos deposicionais. Oposto de degradação.

Agregado (cristalino)
aggrégat (-cristallin)/ aggregate (crystalline-)/ Aggregat (kristallinisches-)
-Associação de pequenos cristais que constituem, freqüentemente, massas minerais .Estes agregados podem ser granulares, colunares e lamelares. Podem ser fanerocristalinos (componentes visíveis a olho nú ou à lupa), microcristalinos (constituintes visíveis ao microscópio) e criptocristalinos (componentes não visíveis nem ao microscópio). Se os cristais estão em posição paralela diz-se agregado ou agrupamento paralelo. (Ex.: geminações).

Agregado (sedimentar)
Aggrégat (-sedimentaire)/ aggregate (sedimentary-)/ Sedimentaggregat
-Termo geral que se aplica a rochas formadas por detritos vários, podendo ser definido pela natureza, dimensões e proporções relativas dos constituintes.

Agressivo (magma)
magma (aggressive-)/
-Magma que força a sua intrusão até ao local onde solidifica.

Agrogeologia
agrogéologie/ agrogeology/
-Geologia aplicada à agricultura.

Agrupamento (paralelo)
Vd. agregado (-cristalino).

Água +
-
Água libertada por ignição dos minerais ou rochas, de 1000ºC a 1200ºC. Considera-se água de constituição. O mesmo que água (-de cristalização).

Água -
-Água que se liberta por aquecimento (105º C a 110º C) dos minerais ou rochas, reduzidas a pó. Trata-se da chamada água higroscópica ou de embebição. Água higroscópica. Água de embebição. Água¿, significa água "menos", água aniônica.

Água (atual)
-O mesmo que água (-vadosa), águas (-vivas) e água (-móvel). Vd. água (-vadosa). Água vadosa. Água móvel. Águas vivas.

Água (agressiva)
eau (-agressive)/ water (active-)/
-Água com propriedades corrosivas.

Água (de arroiamento)
ruissellement (eau de-)/ runoff (-water) /flissends (-wasser);oberirdischer Abfluss
Vd. água (-de escorrência). O mesmo que águas (-bravas). Água de escorrência. Águas bravas.

Água (artesiana)
artésienne (eau-)/ artesian (-water)/ artesisches (-wasser)
-Lençol ou toalha de água subterrânea limitada por tecto impermeável e cuja superfície piezométrica se encontra acima da formação aquífera. Quando as águas sobem ao nível do solo ou acima, o artesianismo diz-se repuxante. O nome provêm de Artois, em França, onde o fenômeno foi observado pela primeira vez.

Águas bravas
torrentielles (eaux-)/ unsteady (-waters);turbulent (-waters) /fliessends (-wasser); oberirdischer Abfluss
-Águas das enxurradas. Vd. água (-de escorrência). O mesmo que água (-de arroiamento).

Água capilar
capillaire (eau-)/ capillary (-water)/ kapillarwasser
-retida nos poros ou espaços capilares das rochas e do solo, acima do nível hidrostático.

Água de compactação
Vd. água (-regenerada).

Água de constituição
-Água que faz parte da constituição química dos minerais. Denomina-se, também, água (-de cristalização)e água+.

Água cósmica
cosmique (eau-)/ cosmic (-water)
-A água dos meteoritos.

Água de cristalização
crytallization (eau de-)/ crystallization (water of-)/ kristallizations (-wasser)
-O mesmo que água+.

Água dormente
Vd. água (-profunda).

Água (dureza da)
dureté (-de l'eau); resèrve alcaline.
-Valor correspondente ao teor de compostos alcalino-terrosos (carbonatos e sulfatos) contidos na água.

Água de escoamento
Vd. água (-de percolação).

Água de escorrência
eau (-de ruissellement)/ runoff fliessends (-wasser); oberirdischer Abfluss
-A água das chuvas que corre sobre a superfície do terreno e vai alimentar diretamente os cursos de água. É um dos principais agentes de erosão. O mesmo que água (-de arroiamento). Vd. águas (-bravas)

Água fóssil
eau (-incluse); eau (-innée); eau (-d'origine) /water (native-); water (connate-) /wasser (fossiles-)
-O mesmo que água (-profunda), água (-dormente), e água (-morta).

Água freática
eau (-fréatique) /water (phreatic ground-) /Grundwasser (freies-)
Vd. lençol (-freático)

Água gravítica
eau (-de gravité) /water (infiltration or gravitional-) /sickerwasser
-Água que se infiltra no solo e nas rochas e circula através delas por ação da gravidade. Enche os poros, interstícios e fissuras das rochas.

Água higroscópica
eau (-hygroscopique)/ water (hygrocopic-)/ wasser (hygroskopisches-)
-Água proveniente da humidade atmosférica que impregna os microporos das partículas das rochas e dos solos e se mantém por forças de adsorção

Água hipogenética
eau (-hypogéne); eau (-ascendente)/ water (hypogene-); water (ascending-)/ wasser (hypogenes-); wasser (aufsteigendes-); wasser (aszendierendes-)
O mesmo que água (-juvenil).

Água de infiltração
eau (-d'infiltration) /water (infiltration-) /sickerwasser

Água juvenil
eau (-juvénile)/ water (juvenile-)/ wasser (juveniles-) wasser (juveniles-)
-Água que aparece pela primeira vez na crosta terrestre e é de proveniência magmática ou sintética natural. O mesmo que água (-hipogênica).

Água magmática
eau (-magmatique)/ water (magmatic-)/ wasser (magmatisches-)
-Água libertada pelos magmas durante a cristalização. Forma, com a água de síntese, as águas juvenis.

Água marinha
aquamarine /aquamarine /aquamarine
-Variedade transparente e límpida de berilo de cor azul esverdeada, muito utilizada como jóia (gema). Aparece, geralmente, em pegmatitos em associação com rochas graníticas.

Água medicinal
Vd. água (-mineral) e água (-termo-mineral)

Água de metamorfismo
eau (-de mÚtamorphisme)/ water (metamorphic-)/ wasser (metamorphe-)
-Água gerada no decurso das transformações metamórficas. Em conjunto com a água de compactação forma a água regenerada.

Água meteórica
eau (-météorique)/ water (meteoric-) /wasser (meteorisches-)

Água mineral
eau (-minérale) /water (minearl-) /mineralwasser
-Água que contém dissolvidos sais minerais ou gases em quantidades que, normalmente, lhe conferem propriedades medicinais. O mesmo que água (-medicinal).

Água morta
Vd. água (-profunda).

Água móvel
O mesmo que água (-vadosa), águas (-vivas), e água (-actual). Vd. água (-vadosa).

Água pedológica
eau (-du sol superficiel)/ water (soil-)/ Bodenwasser
-Água que existe na zona de aeração, imediatamente abaixo da superfície. Tal água pode ser descarregada para a atmosfera em quantidades apreciáveis, pela respiração das plantas ou pela evaporação do solo. É formada por água capilar, água higroscópica e água pelicular. O mesmo que água (- do solo).

Água pelicular
eau (-du sol superficiel)/ water (soil-) /Bodenwasser
-Água que envolve a superfície das partículas das rochas e dos solos e que preenche os microporos daquelas partículas. Vd. água (-de retenção).

Água de percolação
eau (-de percolation); eau (-de suientement)/ water (percolating-) /Sickerwasser
-Água vadosa que circula sob a superfície do lençol aqüífero com a componente horizontal dominante. O mesmo que água (-percolante) e água (-de escoamento).

Água percolante
-O mesmo que água (-de percolação) e água (-de escoamento)

Água pesada
eau (-lourde)/ water (heavy-)

-Água formada por oxigênio e deutério. Existe na natureza, na água vulgar, em quantidade de cerca de 0,01%.

Água profunda
-Água subjacente à zona de águas vadosas, subtraída à influência do hidrodinamismo, circulando somente por movimento de difusão. São encontradas, geralmente, nos jazigos petrolíferos.

Água regenerada
rajeunie (eau-) /water (rejuvenated-) /ausgetriebenes (-wasser)
-Água de combinação expulsa das rochas por ação dos fenômenos de compacção ou compressão e de metamorfismo.

Água de retenção
eau (-de retention)
-Água absorvida pelas rochas e pelos solos, constituída pelo conjunto das água higroscópica e pelicular.

Água de síntese
Vd. água (-juvenil) e água (-magmática).

Água do solo
eau (-du sol superficiel)/ water (soil-) /bodenwasser
-O mesmo que água (-pedológica).

Águas subterrâneas
eau (-souterraine)/ water (ground-)/ grundwasser
-As águas que se infiltram no solo e nas rochas e aí circulam ou se mantêm cativas. Formam, junto à superfície, o lençol ou nível freático, cuja água pode ser aproveitada por meio de poços. Acumuladas entre camadas impermeáveis, constituem lençóis ou níveis cativos; quando o terreno que os encerra não é coberto por nenhuma rocha impermeável chama-se lençol livre.

Águas superficiais
eaux (-superficielles)/ water (surface-)
-As águas fluviais, lacustres e oceânicas. Os glaciares, o gelo e a neve são, também, águas superfíciais.

Água supergênica
eau(-supergéne); eau(-descendente) /water(supergene-)/ wasser(supergenes-); wasser(deszendierendes-)
-Água descendente. Dando origem à jazigos supergênicos; (as águas ascendentes dão origem a jazigos hipogênicos).

Água suspensa
eau(-suspendue)/ suspended(-water)/ ruhendes Porensaugwasser
-Água da zona de aeração(abaixo da zona de evapotranspiração).

Água termo-mineral
eau(-thermominérale)
-Água que pela sua temperatura ou composição é, geralmente, utilizada para fins terapêuticos específicos.

água conata – Água armazenada nos interstícios de um sedimento inconsolidado ou de uma rocha sedimentar, incorporada durante o processo deposicional. As águas conatas podem ser doces ou salgadas, conforme sua origem continental ou marinha respectivamente. A maioria das águas conatas associadas aos campos petrolíferos é salgada. Sinônimos: água de formação e água fóssil.

água de degelo – Água originada da fusão do gelo, especificamente das geleiras continentais que, quando retorna aos oceanos, causa a subida do nível do mar.

água intersticial – Solução aquosa que ocupa os espaços porosos entre as partículas de solos, sedimentos e rochas. Ela está envolvida na maioria das reações diagenéticas pós-deposicionais das rochas sedimentares. O seu papel na formação de depósitos de petróleo e gás é muito importante, embora seja muito pouco conhecido. acredita-se que seja essencial na formação de depósitos minerais economicamente exploráveis, tais como sulfetos de metais pesados, fosforitas e minérios de ferro e manganês.

água meteórica – Água que ocorre ou é derivada da atmosfera como por exemplo a água pluvial.

água salobra – Água com salinidade intermediária entre as águas doce e a salina, isto é, aproximadamente 15 a 30 % de salinidade.

água superficial – Água encontrada na parte mais rasa de uma coluna de água, caracterizada em geral por densidade mais baixa do que a água de fundo, principalmente em virtude da temperatura mais alta.

água suspensa – Veja água vadosa.

água vadosa – Água subsuperficial (subterrânea) que ocupa a zona de aeração, isto é acima do nível freático, que constitui o limite superior da zona de saturação. Sinônimo: água suspensa

alóctono – Refere-se a recursos materiais provenientes da parte externa de um ecossistema em consideração. O termo é amplamente utilizado para carvão e turfa compostos por materiais originados de fora do local de acumulação. Sinônimos: alogênico ou alotígeno

alogênico – Veja alóctono

aloquímico – Sedimento formado por precipitação química ou bioquímica no interior de uma bacia deposicional, compreendendo os intraclastos, oólitos, fósseis e pelotas.

alotígeno – Mineral ou rocha que foi gerado fora do sítio de deposição como, por exemplo, as partículas componentes de uma areia (ou arenito0 ou cascalho (ou conglomerado).

altitude – (1) Altura acima de um nível de referência, em geral o geóide (nível médio do mar). (2) Para um satélite ou observação astronômica, corresponde à distância angular acima do horizonte.

altura da maré – Altura do nível da água do mar, acima do zero hidrográfico, em determinado instante.

altura de onda – Distância vertical entre a crista e a calha precedente de uma onda.

aluvião – Depósitos fluviais detríticos de idade bem recente (Quaternário), que podem ser litificados com o tempo transformando-se em aluviões antigos.

ambiente de alta energia – Ambiente subaquático caracterizado por considerável movimentação de água pela ação das ondas e correntes, que não permitem a decantação de sedimentos de granulação fina, principalmente pelitos que irão depositar-se em ambiente de baixa energia.

ambiente de baixa energia – Ambiente subaquático praticamente sem movimentação d água pela ação de ondas e correntes, fato que permite a decantação de sedimentos de granulação fina.

ambiente de fundo – Ambiente de fundo submarino excetuando-se as regiões de clinoforma e undaforma. Nome atribuído por Rich (1951), que é aproximadamente equivalente à zona abissal. O potencial de oxidação-redução pode ser positivo (oxidante) ou negativo (redutor)

ambiente oxidante – Veja potencial de oxidação-redução.

ambiente redutor – Veja potencial de oxidação-redução.

ambiente sedimentar – Parte da superfície terrestre caracterizada por propriedades físicas, químicas e biológicas distintas das áreas adjacentes. Esses três parâmetros envolvem fauna, flora, geologia, geomorfologia, clima, etc. do meio ambiente e se for subaquoso tem-se, alem disso, profundidade, temperatura, composição química, sistemas de correntes, etc. Alguns exemplos de ambientes sedimentares são deltas, desertos e plainos abssais.

amostrador de fundo – Equipamento de amostragem de sedimentos de fundos subaquosos. Existem vários tipos que podem ser agrupados em três grupos básicos: draga, pegador de fundo e testemunhador.

anaeróbico – Tipo de respiração ou de organismo (especialmente bactéria) que pode viver independentemente do oxigênio livre. Há dois tipos de organismos anaeróbicos: a) facultativo – que vive tanto na presença como na ausência de oxigênio e b) obrigatório – que pode viver só na ausência de oxigênio. Por exemplo as sulfobactérias desenvolvem-se no fundo submarino sem oxigênio livre e produzem bioquimicamente o gás sulfídrico (H2S).

análise granulométrica – Análise aplicada principalmente aos depósitos detríticos, que consiste na medida de tamanho dos fragmentos minerais componentes. Esta análise além de possibilitar uma descrição padronizada desses sedimentos, pode permitir a interpretação dos processos de transporte e dos ambientes deposicionais.

Angliano – Nome empregado na Grã-Bretanha para chamar o estádio glacial pleistocênico correspondente à glaciação Mindel dos Alpes.

ângulo de repouso – O ângulo de repouso corresponde ao valor limite de inclinação no qual um material inconsolidado incoesivo (areia) ainda se mantém em equilíbrio. O ângulo de repouso desses materiais depende da granulometria e da forma dos grãos e além disso, do meio (subaquático ou subaéreo). A declividade de uma praia por exemplo, depende não somente das características das areias mas também da energia e de outras propriedades das ondas que incidem na praia.

animais perfuradores – Vários tipos de animais, tais como crustáceos, vermes, etc. que perfuram por ação abrasiva ou química e revolvem os sedimentos causando biortubações dos depósitos. Alguns animais perfuram rochas (Lithophaga) e outros perfuram madeira (Teredo). Os perfuradores marinhos abrangem vários filos, incluindo esponjas, anelídeos, artrópodes, moluscos e equinodermes.

anteduna – Duna situada logo atrás da praia, que em geral é pouco desenvolvida, isto é, apresenta dimensões reduzidas.

antefossa – Depressão crustal estreita e longa que margeia uma faixa orogênica dobrada ou arco insular no seu lado convexo, em geral no lado correspondente ao oceano aberto. Veja também fossa submarina.

antepraia – Porção da praia situada entre o limite superior da preamar e a linha de baixa mar ordinária, isto é, parte da praias que sofre a ação das marés e os efeitos de espraiamento das ondas após a arrebentação. Sinônimo: estirâncio.

anteduna – Ondulação arenosa que migra no sentido oposto ao do fluxo d’água. Dessa maneira é também conhecida por onda arenosa regressiva. A anteduna é originada sob condições de regime de fluxo superior, isto é, quando o número de Froude é superior a 1

aragonita – Mineral ortorrômbico, polimorfo da calcita (CaCO3). Conchas de pelecípodes e gastrópodes e alguns corais e foraminíferos são compostos predominantemente de aragonita, que é também encontrado como precipitado químico. Lamas carbonáticas modernas são compostas de diminutos cristais aciculares de aragonita, do mesmo modo que os oóides calcários atuais. É um mineral instável e pode ser recristalizada para calcita em alguns anos.

arco insular – Cadeia curva d ilhas como as Aleutas, em geral convexa para o oceano aberto e margeada por fossas submarinas profundas, envolvendo uma bacia oceânica profunda. De acordo com a teoria de tectônica de placas este tipo de feição é formado quando duas placas crustais oceânicas se encontram em uma zona de subducção. O Arquipélago Japonês constitui outro exemplo de arco insular.

arco marinho – Testemunho rochoso em forma de arco, resultante da erosão diferencial por ondas.

área fonte – Este conceito está relacionado à área de proveniência de sedimentos detríticos e o seu estudo envolve fundamentalmente a composição mineralógica desses sedimentos. O problema consiste na análise mineralógica associada ao conhecimento da estabilidade dos mesmos, tanto sob aspectos físicos quanto químicos, para se chegar às rochas matrizes que entraram na composição da área fonte. Entre outras técnicas, a análise de minerais pesados associada ao estudo de paleocorrentes deposicionais são bastante utilizados nessas pesquisas.

área de geração – Área oceânica onde são geradas as ondas, através de ventos de sentido e velocidade aproximadamente constantes.

areia – Sedimento detrítico não consolidado, composto essencialmente de partículas minerais de diâmetros variáveis entre 0,062 e 2 mm. O mineral mais freqüente é o quartzo, porém há situações especiais em que predominam outros tipos de fragmentos minerais tais como, calcita, gipsita, etc.

areia calcária - Depósito sedimentar composto por partículas de carbonato de cálcio (CaCO3), predominantemente com granulação de areia (0,062 a 2 mm) tais como oólitos, bioclastos, etc.

areia glauconítica - Veja areia verde.

areia movediça - Areia fina a média fluidificada por conter muita água, que reage prontamente à pressão ou peso, podendo engolfar homens ou animais. Ela pode ser injetada em fissuras, dando origem aos diques de areia.

areia negra - Areia com concentração local de minerais pesados opacos de cor preta, em geral em ferro e magnésio, compostos predominantemente por hematita, ilmenita, magnetita, etc. São principalmente do Quaternário e em alguns países constituem recursos economicamente exploráveis.

areia sonora - Algumas areias, quando em movimento, emitem sons audíveis ao ouvido humano, esses sons que são variáveis conforme o lugar, são produzidos pelo impacto dos grãos entre si.

areia verde - Areia rica em glauconita que lhe atribui a cor esverdeada. Em geral é de origem marinha.

arenito - Rocha sedimentar detrítica resultante da litificação (consolidação) de areia por um comento de natureza química (calcítica, ferruginosa, silicosa, etc.) Os grãos que constituem os arenitos são mais freqüentemente de quartzo.

argila - Sedimento detrítico não consolidado, composto essencialmente por partículas minerais de diâmetros inferiores a 0,004 mm. Os minerais mais comuns nesses sedimentos são os argilominerias, que podem ser dos grupos da caolinita, esmectita, etc.

argila orgânica - Sedimento de granulação fina (alguns mícrons de diâmetro), composto principalmente de quartzo e argilominerais, contendo matéria orgânica carbonosa, e em conseqüência, exibindo cores cinza ou preta. Em geral, indica deposição, em águas calmas, como fundos de lagunas, lagos, baías, etc. que freqüentemente apresentam condições redutoras.

argilito – Veja lamito

armadilhas - Armadilhas são estruturas subsuperficias que permitem a acumulação de petróleo e outros fluidos, podendo ser reconhecidos os seguintes tipos: estruturais, estratigráficos e hidrodinâmicos. Existem também os tipos mistos, formados por controles estrutural e estratigráfico. As armadilhas estruturais são controladas pela presença de camadas sedimentares dobradas e/ou falhadas e diápiros de sal. As armadilhas estratigráficas são devidas primariamente a barreiras de permeabilidade ocasionadas por fatores sedimentares, como mudanças faciológicas, variações de propriedades petrofísicas, etc. As armadilhas hidrodinâmicas constituem um grupo mais raro de reservatórios em que o petróleo é retido por gradiente hidrodinâmico.

arrecife – Veja recife

assoreamento - Ato de encher com sedimento ou outros materiais detríticos uma baía, um lago, rio ou mar. Este fenômeno pode ser produzido naturalmente por rios, correntes costeiras e ventos ou através da influência antrópica por obras de engenharia civil, tais como pontos, barragens, etc.

astenosfera - Zona do manto terrestre que se imagina estar envolvida nos movimentos de compensação isostática e de tectônica de placas. A astenosfera jaz no interior da litosfera rígida, entre 70 e 700 km, possuindo mais de 600 km de espessura e exibindo alta atenuação de energia sísmica (zona de baixa velocidade), por se apresentar parcialmente em estado de fusão.

atenuação - (1) Diminuição da amplitude ou energia e aumento de comprimento de uma onda com a distância percorrida ou pelas características físicas do meio de transmissão. (2) Decréscimo na movimentação das partículas de água com o aumento da profundidade. Sinônimo: decaimento de onda.

Atlântico - (1) Nome dado a um dos três maiores oceanos ao lado do Pacífico e Índico. (2) Termo usado inicialmente na Europa para denominar um intervalo de tempo do Holoceno compreendido entre cerca de 7.750 e 5.000 anos A.P., após o Boreal e antes do Sub-boreal, durante o qual o clima inferido teria sido em geral úmido e mais quente do que atualmente.

atol - Ilha ou conjunto de ilhas rochosas calcárias dispostas em anel, encerrando uma laguna interna (30 a 100 m de profundidade de forma em geral circular. As estruturas rochosas são compostas principalmente de calcários de corais e algas com até mais de 1000 metros de espessura, apoiados muitas vezes sobre vulcões submarinos parcialmente erodidos. Acredita-se que o desenvolvimento de calcários biogênicos tenha ocorrido simultaneamente à subsidência da estrutura vulcânica. A largura do anel rochoso varia de 50 a 500 m e a sua altura em relação ao nível do mar não é superior a 3 m. Há atóis com 1 a 10 km, até no máximo 80 km de diâmetro.

aulacógeno – Veja junção tríplice

Austral - (1) Referente ao lado de onde sopra o vento sul. (2) Relacionado ao hemisfério e ao polo com este nome. (3) Fala-se também de mares e terras compreendidas entre o Circo Polar Antártico e o Trópico de Capricórnio.

autigênico - Mineral que foi formado ou sofreu crescimento secundário no local onde é encontrado. A sua formação ocorre antes do soterramento e consolidação do sedimento, sendo produto de reações químicas e bioquímicas. Desta maneira, o mineral autigênico é um bom indicador das condições físico-químicas (pH, Eh, etc.) durante a transformação diagenética dos sedimentos. Exemplos: glauconita, pirita, etc. Sinônimo: autóctone.

autóctone - Termo aplicado as rochas nas quais os minerais componentes foram formados "in situ". Exemplo: depósitos evaporíticos. A palavra também é amplamente empregada para carvão, turfa e associações fossilíferas compostas de materiais originados no próprio local de acumulação.




A B C D E F G H I J L M N O P Q R S T U V X Z





Copyright 2007  Portal Geotrack® - Todos os direitos reservados
Proibido o uso do conteúdo sem autorização do responsável: Geól. Rodrigo Dantas Pinheiro
rodrigodanttas@click21.com  
 

 

O que é Geologia? O que é Geologia? Comunidades Empregos Opinião Google Earth Downloads Eventos Links Vídeos Dicionário Onde estudar? Geoturismo Artigos Wallpapers Concursos Nossa Equipe Anunciantes Contatos