o
o

DICIONÁRIO
o
o

o

o 0

A B C D E F G H I J L M N O P Q R S T U V X Z



B

bacia - (1) Área extensa e deprimida para onde correm os rios que drenam as áreas adjacentes. (2) Área deprimida de formas circular ou elíptica, onde as camadas sedimentares apresentam mergulhos essencialmente centrípetos.

bacia barrada – Veja bacia com soleira

bacia discordante - Área deprimida rasa em uma região de arco insular que corta outras direções de estruturas.

bacia evaporítica - Local de sedimentação evaporítica, caracterizada por bacia restrita em clima quente e seco, que recebe influxo de água salgada. Intensa concentração salina por evaporação, pode resultar na precipitação por dolomita, calcita, gipsita, halita e sais de K, Mg e Br.

bacia faminta - bacia onde a taxa de subsidência é maior que a de sedimentação (acumulação vertical), geralmente dando origem, no intervalo de tempo em que ela se comporta como tal, a uma maior espessura de depósitos em sua borda do que em seu centro (1). I:
Starved Basin.

bacia sedimentar - a) é uma área deprimida da crosta terrestre, de origem tectônica, na qual acumularam-se sedimentos; b) área na qual
acumularam-se sedimentos em espessura consideravelmente maior que nas regiões adjacentes; c) entidade geológica que se
refere ao conjunto de rochas sedimentares que guardam relação geométrica e/ou histórica mútua, cuja superfície hoje não
necessariamente se comporta como uma bacia de sedimentação. Sua origem está ligada à cinemática da tectônica de placas. A
maioria das bacias são formadas em regime extensional ou compressional. As bacias marginais e as transtensionais são do tipo
extensional, enquanto o contexto compressional inclue as bacias foreland e as transpressionais. Existe ainda as bacias
intracratônicas cuja origem é controvertida. (1).
I: Sedimentary Basin.

bacia pull-apart (I) - a) uso recomendado: bacia formada por estiramento crustal em uma deflexão distensiva ao longo de zonas de falhas
transcorrentes. Sin.: Gráben Rômbico, Bacia Transtensional; b) uso não recomendado: qualquer bacia resultante de distensão
crustal (1).

bacia marginal - Bacia do tipo mar epicontinental, adjacente a um continente, com o fundo constituído de massa continental submersa. No Brasil este tipo de bacia é também chamado de bacia costeira e distribui-se desde a foz do Amazonas até a costa do Rio Grande do Sul. atualmente as atividades exploratórias de petróleo nessas bacias é muito intensa, particularmente na Bacia de Campos (RJ).

bacia nuclear - Área negativa de pequena profundidade, em relação ao arco insular, concordante com as tendências estruturais dos elementos positivos associados. Corresponde a uma espécie de bacia sedimentar fóssil, onde a fase de forte subsidência não é seguida , por intensos dobramentos.

bacia oceânica - (1) Cada uma das depressões gigantescas da superfície terrestre ocupada pelos oceanos e cuja existência é considerada geologicamente bastante antiga. (2) Porção deprimida de forma mais ou menos circular, situada entre as cadeias submarinas, apresentando espessuras variáveis de sedimentos acumulados. Ocorrem 14, 19 e 12 bacias oceânicas deste tipo, distribuídas respectivamente pelos oceanos Pacífico, Atlântico e Índico

bacia sedimentar - Área geologicamente deprimida contendo grande espessura de sedimentos no seu interior, podendo chegar à vários milhares de metros, e pequena espessura (dezenas a centenas de metros) nas porções marginais. Exemplo: bacia do Paraná (mais de 1.500.00 km² de área e 5.000 a 6.000 m nas porções mais espessas).

bacia com soleira - Bacia submarina de deposição separada do corpo principal por uma crista submersa estreita. A água mais profunda da bacia costuma ser mais ou menos estagnada apresentado portanto, características redutoras. Sinônimo: bacia barrada

baía - Trecho côncavo do litoral marinho ou lacustre delimitado entre dois cabos ou promontórios, menor do que um golfo e maior do que uma enseada.

baixa–mar - (1) Elevação mínima alcançada por cada maré vazante. (2) Valor médio de todas as baixas marés verificados durante um considerável intervalo de tempo.

baixo - segmentos(s) crustal (ais) tal(is) como bacias, sub-bacias, sinclinais e sinéclises, de movimentação mais acelerada em áreas
subsidentes. (1). I: Low.

balanceamento de seção geológica - técnica de restauração ao estado não deformado original de uma seção (corte/perfil) geológica. É aplicável a segmentos crustais que se supõe tenham sofrido compressão ou distensão sob regime de deformação plana. É imprescindível que a seção processada tenha a mesma escala vertical e horizontal, que suas áreas inicial e final sejam as mesmas e que, ao término do
trabalho, não lhe resultem vazios e/ou superposições de camadas. Trata-se de uma técnica que visa, através da integração das
partes segmentadas de camadas ou, ainda, de áreas entre camadas, avaliar a possibilidade geométrica de uma determinada
interpretação estrutural. A rigor, o resultado do balanceamento não se constitui necessariamente em verdade geológica
pretérita. (1). I: Cross Section Balancing.

banco - (1) Depósitos alongados de areias, conchas, lamas, etc., freqüentemente encontrados em mares e lagos. (2) Elevação do fundo submarino rodeada por águas mais profundas (até cerca de 200 m), em geral segura à navegação superficial, tipicamente encontrada sobra as plataformas continentais ou nas proximidades de uma ilha.

bar - unidade de pressão, igual à pressão atmosférica terrestre ao nível do mar; 1 bar = 0.987 atmosferas = 101,300 pascals = 14.5
libras/polegada quadrada = 100,000 Newtons por metro quadrado.

barcana - Duna arenosa eólica em forma de crescente, com o lado convexo dirigido para o vento. O perfil é assimétrico, com o declive mais suave no lado convexo (barlavento) e o declive mais abrupto no lado côncavo (sotavento). É uma duna típica dos desertos interiores, sendo mais rara em regiões costeiras.

barlamar - Sentido contrário ao transporte preferencial de sedimentos clásticos litorâneos, movimentados através de correntes longitudinais

barlavento - Lado da embarcação (ou de uma duna) do qual sopra o vento. Nas dunas corresponde ao lado montante, cuja inclinação é geralmente menor (5º a 15º) do que o lado jusante, que apresenta ângulos superiores a 25º. Sinônimos: abarlavento, e balravento.

barra - Bancos ou montículos de areia, cascalhos ou outros sedimentos inconsolidados, total ou parcialmente submersos, acumulados por ação de correntes e/ou ondas em curso fluvial ou em entradas de estuários. Em geral, não estão unidas a ilhas ou continentes.

barreira - Uma praia arenosa, ilha ou esporão, que se estende mais ou menos paralelamente ao litoral e acha-se separada do continente por um corpo aquoso relativamente estreito. Via de regra, permanece acima do nível de maré mais alta (Shepard, 1952).

Barreiras (Formação) - Nome atribuído a uma unidade litoestratigráfica de sedimentação em ambiente continental, composto de argilas variegadas e lentes arenosas localmente conglomeráticas, que se distribui desde o vale amazônico e através das costas norte, nordeste e leste do Brasil. Bigarella (1975a) chamou-a de Grupo Barreiras, admitindo uma subdivisão nas formações Guararapes (inferior) e Riacho Morno (superior). A sua idade é controvertido e os últimos dados, baseados em paleomagnetismo, indicaram idade pliocênica (Suguio et al, 1986). As formações São Paulo (SP), Caçapava (SP), Alexandra (PR) e Graxim (RS) parecem ser correlacionáveis à Formação Barreiras.

basalto - termo genérico que designa rochas ígneas básicas, de cor escura, compostas de minerais que são relativamente ricos em ferro e
magnésio. Riólito é o equivalente ácido do basalto. I: basalt.

baselap - termo utilizado em sismoestratigrafia, referindo-se, genericamente, ao limite inferior de uma seqüência deposicional, quando
este configura-se em terminação sucessiva de estratos contra uma superfície discordante basal. (1).

batólito - grandes corpos de rochas plutônicas contínuas em profundidade, não possuindo, assim, um embasamento. Em geral o termo é
conferido às massas eruptivas subjacentes, com superfície maior que 100 quilômetros quadrados (2).

batial - (1) Pertencente ao ambiente bentônico do talude continental, variando em profundidade entre 200 e 2.000 m. (2) Pertencente às porções profundas dos oceanos; mar profundo.

batimetria - Ato de medição ou informações derivadas das medidas de profundidade da água em oceanos, mares ou lagos.

bentônico - (1) Relativo ao fundo do mar ou de qualquer corpo de água estacionário. (2) Pertencente aos bentos. Entre vários vegetais e animais bentônicos marinhos tem-se algas, foraminíferos, corais, vermes, etc. Sinônimo: bêntico.

berma - (1) Terraço originado pela interrupção de um ciclo erosivo, com rejuvenescimento de um rio em estágio maturo, ocasionando a dissecação e o abandono de restos da antiga planície de inundação. (2) Porção praticamente horizontal da praia ou pós-praia formada pela sedimentação por ação de ondas acima da linha de preamar média.

b (beta) - fator que quantifica o estiramento crustal em zonas distensionais. Para cada segmento crustal, o valor do seu comprimento
original, na direção de estiramento, é considerado unitário; o beta, cujo valor é necessariamente maior do que 1, refere-se ao
comprimento de um determinado segmento medido após o seu estiramento. (1).binário de cisalhamento
estado de tensões que se associa ao movimento relativo de blocos crustais em direção paralela ao plano de contato entre eles,
deformando as rochas por cisalhamento simples. O binário deriva do movimento fundamental ao longo de zonas
transcorrentes. (1). I: Shear Couple.

biocenose - (1) Unidade ecológica natural das plantas e animais, isto é, associação de organismos que vivem juntos em estado de dependência mútua. (2) Em estratigrafia, corresponde a uma associação de organismos que viveram no mesmo local em que foram soterrados e fossilizados, em contraposição à tanatocenose.

biofácies - Exprime a variação do aspecto biológico de um sedimento, cujo uso pode ou não ser restrito a uma unidade litoestratigráfica.

biogênico - Relacionado a um depósito resultante da atividade fisiológica de organismos. A rocha assim originada é designada de biolitito.

bioma - Comunidade principal de plantas e animais associada a uma zona de vida ou região com condições ambientais, principalmente climáticas, estáveis. Exemplo: floresta de coníferas do Hemisfério Norte.

biomassa - Massa total composta de organismos vivos, úmida ou seca, por unidade de área (m²) ou de volume (m³) em um determinado momento. Em geral utiliza-se mais comumente a unidade de volume.

biomicrito - Rocha calcária composta de porções variáveis de detritos esqueletais (fragmentos de conchas, etc.) e lama carbonática. O tipo predominante de fragmentos esqueletais deve ser especificado. Exemplo: biomicrito crinoidal.

biquímico - Depositado por processos químicos sob influência biológica. Por exemploa remoção de CO2 da água do mar pelas plantas aquáticas pode ocasionar a precipitação da calcita (CaCO3) bioquímica.

biosfera - (1) Zona incluindo partes da Terra e da atmosfera, onde todos os organismos vivos comumente habitam. (2) Todos os organismos vivos da Terra.

biosparito - Esparito (calcita cristalina, recristalizada) contendo fragmentos aloquímicos derivados de fósseis carbonáticos (foraminíferos, fragmentos de conchas de moluscos, etc.)

biossoma - Corpo tridimensional de rocha sedimentar apresentando conteúdo paleontológico uniforme, tendo sido depositado sob condições biológicas homogêneas. Termo bioestratigráfico equivalente ao litossoma, utilizado quando se consideram somente os atributos litológico de uma massa de rocha sedimentar.

biostasia - Máximo desenvolvimento de organismos durante épocas de quietude tectônica, quando solos residuais formam-se extensamente sobre os contienetes e a deposição de carbonato de cálcio (CaCO3) é generalizada nos oceanos.

biota - Termo coletivo para referir-se às vida animal e vegetal de uma região. Exemplo: biota amazônica.

biótopo - (1) Termo usado em Ecologia e Biologia para designar uma área de ecologia e adaptação orgânica uniformes. (2) Área habitada por comunidade uniforme adaptada ao ambiente.

bioturbação - Pertubação de sedimentos por organismos, que perfuram e constroem tubos ou revolvem os detritos, causando a destruição parcial ou total das estruturas sedimentares primárias como, por exemplo, a estratificação. Exemplo: tubos e outras pertubações causadas por Callichirus major em sedimentos arenosos da Formação Cananéia do Pleistoceno Superior. Veja também estrutura de bioturbação.

biozona - (1) Unidade bioestratigráfica incluindo todas as camadas depositadas durante a existência de um tipo específico de animal ou vegetal. (2) Unidade bioestratigráfica identificada pela ocorrência de uma espécie característica de fóssil.

bloco (tectônico) - entidade crustal limitada por falhas, total ou parcialmente; comporta-se unitariamente durante a atividade tectônica. (1). I:
(Tectonic) Block.

Boreal - Época de temperatura baixa a seca, conforme estudos realizados no Hemisfério Norte com base em mudanças na vegetação. Corresponde ao intervalo de tempo subseqüente ao último estágio glacial, isto é, entre 9.700 a 7.750 A.P.

braço de mar - Canal largo de mar que penetra terra adentro, sem relação com as suas dimensões absolutas, podendo-se aplicar esta denominação a um golfo (Mar Adriático) ou a um rio (Satander, Espanha).

braço de maré - (1) Canal estreito e relativamente curto que liga uma baía ou laguna (desembocadura lagunar) ou corpos aquosos análogos, com corpos aquosos mais extensos (mar ou oceano). (2) Canal que se estende por considerável distância terra adentro, sendo mantido pelo fluxo das marés enchente e vazante.

brecha - rocha clástica de granulação grosseira constituída de fragmentos angulares de rocha (maiores que 2 mm.), cimentados por
matriz de granulação mais fina de natureza igual ou diversa dos fragmentos maiores. Pode ser formada por sedimentação
(brecha sedimentar), atividade ígnea (brecha ígnea, brecha eruptiva, brecha vulcânica) ou pela ação de falhamentos (brecha de
falha, brecha tectônica, brecha cataclástica, cataclasito).

brecha cárstica - brecha formada pelo colapso do teto de cavernas, em região de drenagem subsuperficial ativa, o que dá origem à formação de massas de clastos grosseiros, angulosos, cimentados posteriormente.

brecha intraformacional - brecha formada pela fragmentação de estratos parcialmente litificados e pela incorporação dos fragmentos, sem muito transporte, em camadas novas quase contemporâneas àqueles (2). Não confundir com conglomerado interformacional. (vide
interformacional).

brechóide - estrutura de uma rocha que é composta por fragmentos angulosos de duas ou mais rochas diferentes entre si, ou fragmentos de
uma só rocha, aglutinados por material cimentante.

brisa - Vento brando que sopra com regularidade nas regiões tropicais e durante o verão nas regiões temperadas. A brisa é particularmente conspícua no litoral, por efeito de diferenças de temperatura entre a terra e o mar. A altura em que se faz sentir a brisa não ultrapassa 1.500 m.


A B C D E F G H I J L M N O P Q R S T U V X Z



Copyright 2007  Portal Geotrack® - Todos os direitos reservados
Proibido o uso do conteúdo sem autorização do responsável: Geól. Rodrigo Dantas Pinheiro
rodrigodanttas@click21.com  
 

 

O que é Geologia? O que é Geologia? Comunidades Empregos Opinião Google Earth Downloads Eventos Links Vídeos Dicionário Onde estudar? Geoturismo Artigos Wallpapers Concursos Nossa Equipe Anunciantes Contatos