o
o

NOTÍCIAS
o
o

o

o 0
VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL


Geólogo vai expor vantagens da radiação em gemas minerais
26/11/2007

A radiação gama-cobalto 60, mais conhecida por “bombardeamento”, é uma tecnologia que vem ganhando espaço, cada vez mais, nos mercados gemológico e joalheiro, por beneficiar e valorizar gemas minerais. Segundo o gemólogo Maurício Favacho, consultor da Empresa Brasileira de Radiações (Embrarad), sediada em Minas Gerais, a técnica acelera o processo natural de coloração das gemas – que na natureza leva vários anos para se concretizar.

Nesta semana, Maurício Favacho estará em Belém, ministrando a palestra “O crescente aumento do uso de gemas irradiadas por cobalto 60 pelas indústrias de gemas e jóias nacionais e internacionais”, dentro da programação da IV Pará Expojóia – Amazônia Design, a feira de jóias promovida pelo Pólo Joalheiro do Pará, com patrocínio do Sebrae e do governo do Estado, no Espaço São José Liberto, de 28 de novembro a 2 de dezembro.


A palestra, com inscrição gratuita, acontecerá na sexta-feira (30), a partir de 16h30, dentro do workshop Tecnologia e Inovação no Setor de Gemas e Jóias, coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia (Sedect).


Segundo o paraense Maurício Favacho, que também é mestre em Geologia de Depósitos de Gemas, a radiação ainda é uma tecnologia pouco conhecida dos produtores de gemas e jóias do Pará. Mas ele acredita que é uma técnica capaz de beneficiar a indústria de gemas e jóias da Amazônia, tanto gemas minerais, como quartzos, berilos e topázios, como gemas orgânicas, sementes, ossos de peixe (otólitos) e madeira.


“Grande parte das pedras preciosas não saem do subsolo com as cores exuberantes observadas nas joalherias. Muitas resultam do processo ou de técnicas de beneficiamento em gemas naturais, porém incolores ou levemente coloridas”, explica Favacho.


Exportação - A radiação gama-cobalto 60, informa o geólogo, vem contribuindo para o aumento das exportações em bruto e da fabricação de jóias em série. “Já disponível no Brasil, a técnica é aceita nacional e internacionalmente, e faz parte do uso pacífico da energia nuclear na indústria”, ressalta Maurício Favacho, acrescentando que a radiação “não somente melhora as cores das gemas inorgânicas, como também aumenta a resistência a fungos e bactérias nas chamadas gemas orgânicas, que compõem as biojóias amazônicas”.


Ele informa ainda que, em 2006, a indústria de gemas de Minas Gerais deu um salto nas exportações de aproximadamente 76%, graças ao beneficiamento de gemas por radiação gama feito pela Embrarad, que tem servido de âncora para os produtores de gemas da região de Teófilo Otoni e Governador Valadares – dois grandes centros produtores de gemas no Brasil.


A radiação, que se aplica a vários tipos de gemas, tem um resultado considerado excelente nos quartzos, que segundo Maurício Favacho se valorizam quando bombardeados, realçando a beleza dos fumês, citrinos, ametistas, prasiolitas, rosa e do quartzo verde, que após a técnica ganha o nome de green gold.


A Amazônia, especialmente o Estado do Pará, tem uma reserva imensa de minerais gemológicos que podem ser beneficiados com a técnica. Um bom exemplo, destaca ele, é o quartzo da região de São Geraldo do Araguaia, no sul do Pará, que já foi testado e está sendo comercializado.


Além da palestra, na qual fornecerá informações sobre a técnica de radiação - como estabilidade da cor e leis sobre importação e exportação de materiais irradiados -, Maurício Favacho também trará a Belém jóias com gemas bombardeadas, que ficarão expostas durante a IV Pará Expojóia, com visitação gratuita.


Serviço: Palestra “O crescente aumento do uso de gemas irradiadas por cobalto-60 pelas indústrias de gemas e jóias nacionais e internacionais”, com o geólogo e gemólogo Maurício Favacho. Dia 30 de novembro, às 16h30, no Espaço São José Liberto. Inscrições gratuitas no site www.pa.gov.br, link IV Pará Expojóia – Amazônia Design.


Texto: CCS Agência Pará



VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL



Copyright 2007  Portal Geotrack® - Todos os direitos reservados
Proibido o uso do conteúdo sem autorização do responsável: Geól. Rodrigo Dantas Pinheiro
rodrigodanttas@click21.com.br  
 

 

O que é Geologia? O que é Geologia? Comunidades Empregos Opinião Google Earth Downloads Eventos Links Vídeos Dicionário Onde estudar? Geoturismo Artigos Wallpapers Concursos Nossa Equipe Anunciantes Contatos